fbpx

É muito mais fácil seguir estudando e tendo disciplina se você encontra propósito no que esta fazendo.

Os hábitos são formados exatamente quando temos uma deixa. Um instrumento próximo quando estamos em casa, por exemplo e uma rotina desencadeada ao pegar o instrumento, que por fim será recompensando de alguma forma.

Qual é a recompensa que você tem após seu estudo com o instrumento? Qual é o sentimento gerado?
Satisfação por estar avançando? Um solo que você consegue tocar? Uma música que você consegue acompanhar?

Quando o seu propósito com a música é grande, quando tem paixão envolvida, fica mais fácil ter disciplina e motivação.
A disciplina é o tapa que você precisa num dia ruim. Algo como: “Hoje estou cansado, mas vou estudar porque é preciso.”

No fundo você sabe que será recompensado, talvez não hoje e nem amanhã, mas no fim das contas você vai alcançar aquele propósito maior que te faz querer tocar o instrumento todos os dias.

Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling


Não Viu Ainda?
(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

 

Uma das escalas mais versáteis que temos, usada em estilos variados, desde o Jazz ao Rock. 5 notas que marcaram carreiras de grandes músicos que souberam como a utilizar de forma genial. Afinal de contas todos nós sabemos, não existe lick de pentatônica ruim, existe lick mal tocado rs.

Nessa classe o Mateus ensina 14 padrões que podem ser utilizados com a escala pentatônica que vão ajudar a compor o seu vocabulário de frases para usar em seus improvisos.

Você já ouviu a expressão: “Roube como um artista”?
Artistas de verdade estão acostumados a se apropriar de ideias de outros artistas, isso faz parte do processo de desenvolvimento artístico.

Como disse Sonny Rollins: “Ninguem é original, todos somos derivados.”
Copie: Este processo é necessário para que você pegue o vocabulário e a sujeira do estilo. Quando mais você ouve, copia e se apropria, mais você acelera o processo de criar autonomia para olhar para dentro de si e descobrir sua própria voz musical.

Em pouco tempo você não sentirá mais necessidade de pegar seu instrumento e copiar, apenas ouvindo você já consegue identificar o que esta acontecendo, então, você simplesmente pega a ideia e rouba para si, sem copiar literalmente, apenas se inspirando pela ideia que foi lançada.

O estudo focado no cronograma e conteúdo te ajuda a acelerar ainda mais este processo de percepção musical.

Curta o processo.

Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling


Novidades da Semana

 

Sempre respeitando nossos alunos e ouvindo suas sugestões e opiniões sobre como podemos melhorar cada vez mais a experiência dentro da plataforma, fizemos as seguintes modificações e inclusões na plataforma da escola:

– Acrescentamos uma aula nova na classe ROTINA DE ESTUDOS/VEJA PRIMEIRO AQUI;
– Reposição de duas das 3 aulas disponíveis na classe LEVADAS DE MÚSICA BRASILEIRA;
– Melhorias no player de vídeo;
– Correção de pequenos bugs que causavam problemas na comunicação do servidor com a plataforma e atrapalhava a reprodução dos vídeos;
– Melhorias na Área do Aluno;


Não Viu Ainda?
(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

 

Você acha fascinante o mundo da improvisação e tudo o que o rodeia? Quer desenvolver uma mentalidade improvisadora e não sabe por onde começar ou acha que precisa aprender dezenas de modelos de escala e arpejos?

Nessa classe nosso diretor e professor Mateus Starling ensina 5 níveis de improvisação sobre cada tipo de acorde que você vai encontrar com mais frequência nas músicas e ensina como usar ferramentas para improvisar, desde a mais básica de todas até a mais avançada, te ajudando a tornar o seu improviso mais sofisticado e natural.

Por que você deve se focar primeiro em acordes estáticos?
Acordes estáticos são aqueles que aparecem sem um contexto harmônico, tal como um acorde Dm7.

Muitas vezes a base da música é um simples acorde estático e, obviamente, te dá uma liberdade muito maior no improviso por não esta restrito ao contexto harmônico.

Quando o acorde esta inserido num contexto de harmônico, então você precisa considerar um pouco mais o contexto, mas entenda que, quase tudo o que você usa sobre um acorde estático você pode também usar quando este acorde estiver dentro de uma progressão harmônica.
Preparei uma sequencia de aulas sobre acordes estáticos, primeiro sobre um Dm7, depois sobre um G7 e depois sobre um acorde maior. O conteúdo já esta disponível.

Pratique os acordes estáticos, sempre em 12 tonalidades para que você não fique restrito a certas tonalidades.
Bons estudos e Deus te abençoe.

Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling


Novidades da Semana

 

Sempre respeitando nossos alunos e ouvindo suas sugestões e opiniões sobre como podemos melhorar cada vez mais a experiência dentro da plataforma, fizemos as seguintes modificações e inclusões na plataforma da escola:

– Novas aulas na classe Análises Musicais;
– Correção das aulas com problemas na reprodução;
– Melhorias no player de vídeo;
– Nova classe “5 Níveis de Improviso sobre Acordes”;
– Melhorias na Área do Aluno

 


Não Viu Ainda?
(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

 

Se tornar um músico proficiente é um dos seus objetivos? É importante na sua carreira conseguir transitar entre esitlos musicais diferentes? Quer aprender a usar de forma prática e criativa os intervalos melódicos e harmônicos e dessa forma incrementar seus improvisos?

Os intervalos fazem parte do estudo de qualquer instrumento musical e o tema transcede os estilos musicais. Duvida?

Nessa classe os exemplos práticos abordam as intenções estilísticas do neosoul, jazz, rock, blues e fuision, mostrando a versatilidade do assunto.

 

Olá meu amigo.

Estamos vivendo dias difíceis, então só quero passar por aqui para dar uma palavra de encorajamento para todos vocês e reforçar o papel do nosso grupo de fomento no TELEGRAM.

Grupos de fomentos, tal como diz Anders Ericsson em seu livro PEAK, funcionam como um agente motivador, além de serem locais onde as pessoas trocam interesses comuns e incentivam umas as outras.

Em tempo de isolamento, ter o apoio dos colegas e pessoas que vivenciam os meus sonhos pode fazer toda diferença.
Tente participar mais ativamente, aproveite o tempo em casa para gravar mais videos e compartilhar.
Curta o processo de estudo e se divirta praticando.

Vai na seção download e baixe playbacks para fazer um som.
Fique seguro em casa e logo tudo vai passar.

Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling


Não Viu Ainda?
(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

Uma das escalas mais versáteis que temos, usada em estilos variados, desde o Jazz ao Rock. 5 notas que marcaram carreiras de grandes músicos que souberam como a utilizar de forma genial. Afinal de contas todos nós sabemos, não existe lick de pentatônica ruim, existe lick mal tocado rs.

Nessa classe o Mateus ensina 14 padrões que podem ser utilizados com a escala pentatônica que vão ajudar a compor o seu vocabulário de frases para usar em seus improvisos.

Para Refletir

 

Semana passada falamos sobre o excesso de conteúdo e como isso tem matado a gente, mas não é somente o excesso de conteúdo que mata, mas também o excesso de objetivos, excesso de metas, excesso de ideias.

Foque no conteúdo no objetivo, nas metas e nas ideias necessárias para o momento.
Qual a rotina de hoje, a rotina de amanhã? Elas estão em dia? Então ok, agora vamos pensar no médio e longo prazo.

Stephen Covey no livro “Os 7 hábito das pessoas altamente eficazes” tem um capitulo dedicado para: FIRST THINGS FIRST (Primeiro o mais importante), inclusive na nossa plataforma tem um resumo deste livro no curso de MUSIC BUSINESS.

Para focar no amanhã, antes você precisa resolver as demandas de hoje.
A ansiedade é gerada pelo medo de viver o futuro e a falta de coragem para simplesmente viver o presente.

Bons estudos
Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling


Não Viu Ainda?
(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

 

Análises exclusivas para os nossos alunos sobre o trabalho de vários artistas diferentes, independente do estilo musical, passando por Jazz, Fusion, Rock, Blues. Essas análises são feitas sem o instrumento na mão, presando bastante a percepção dos nossos alunos a sonoridade impressa pelo artista em cada trabalho analisado. Desde escalas que foram usadas a motivos melódicos e ritmicos.

 

Menos é Mais (quase sempre…)

 

 

Miles Davis foi uma das figuras mais icônicas na música popular de todos os mundo, um músico que moldou a maneira de improvisar e de liderar bandas. Entrar na banda do Miles Davis era garantia de fama eterna.

Miles cunhou uma frase que tomou uma proporção gigante quando disse: “Menos é mais”.

Talvez a maior revolução proposta por Miles Davis tenha sido o rompimento com as harmonias complexas e a maneira de tocar ultra densa dos músicos de bebop, ou seja, era muita nota para um ouvinte comum compreender.

Miles Davis ficou conhecido por suas notas alongadas, pelos buracos deixados no meio dos improvisos, pela surpresa dos seus ataques.
O menos é mais de Miles Davis não se resume a si mesmo ou apenas a música. Picasso ao longo dos anos foi tirando a complexidade de seus traços por outros mais simples.

Certa vez Steve Jobs disse: “É preciso trabalhar duro para deixar seu pensamento limpo e tonár-lo simples.”
Nassin Taleb escreve em seu livro Antifragil que a simplicidade é muito mais eficaz do que a complexidade.

Você pode continuar buscando tocar muitas notas, tocar acordes complexos e, na verdade, estes grandes nomes acharam a simplicidade depois de ter por um árduo processo de introspecção.

Só estou escrevendo esta mensagem para dizer que esta tudo bem em tocar muitas ou poucas notas, o seu valor não estará nisso, mas sim na verdade daquilo que você faz.

Toque muito ou pouco se isso é o que você quer transmitir, mas não faça isso porque outras pessoas estão fazendo ou esperam que você seja capaz de fazer.

Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling


Não Viu Ainda?
(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

 

Outside, um tema que muitos tem dúvida do que é de como aplicar ao seu vocabulário na hora de improvisar.

Se desenvolver a habilidade de tocar dentro e fora da tonalidade adicionando uma sonoridade mais moderna, ácida e inovadora é algo que você sempre buscou, essa classe vai te ajudar em todo o caminho do seu estudo, com exercícos, dicas, conceitos, dezenas de frases analisadas dentro de vários estilos, Rock, Jazz, Fusion, Funk e Blues.

 

 


 

Hoje o papo é reto e rápido.

 

Você não escolhe acordar motivado todos os dias, mas acordar disciplinado é uma escolha.
Ao invés de buscar maneiras para se sentir mais motivado, pense apenas na disciplina.
Você vai pegar e vai fazer simplesmente porque é um comando e você pode.

Pratique todos os dias, independentemente do seu cansaço ou estado de espírito. Pratique por 10, 20 minutos ou por 2 horas, não importa, o que importa é que você adquira este hábito.
O cérebro humano leva em média 60 dias para colocar um novo hábito na programação, depois disso tudo se torna mais fácil.
Portanto, no início o comando é seu, mas com o tempo o cérebro vai te ajudar nesta caminhada.

Curta o processo.

Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling


Novidades da semana.

 

Mantendo o padrão de sempre melhorar as aulas que já temos disponíveis na plataforma, desde o meio do ano o Mateus vem regravando o curso de Guitarra 02, e nessa semana incluímos a semana 20. Nessa aula falamos continuamos o assunto dos modos da escala maior, e abordamos os modos menores frígio e eólio, e abordamos um pouco sobre o blues menor.

Já na classe de percepção 2, na seção express onde editamos o áudio e vídeo, fizemos correções de volume e editamos as semanas 16 a 19. Para facilitar a navegação do aluno e tornar a localização das aulas mais fáceis, renomeamos as aulas.

Guitarra 02

Percepção Berklee 02 (Express)

 


Não Viu Ainda?
(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

 

Você estudou muito, praticou bastante e decidiu iniciar o seu trabalho autoral, só tem um porém, não sabe por onde começar ou se sente perdido nas suas composições. Não existe nada melhor do que ter a oportunidade de avaliar e ter dicas de outro músico que já tem seu trabalho lançado, uma carreira consolidada e 4 álbuns lançados. Nossa classe de processo de composição instrumental aborda o processo de composição do nosso professor e diretor Mateus Starling. Através de playbacks, áudios, transcrições e todas as explicações diretamente do Mateus sobre os trabalhos que foram lançados ao longo dos anos.


 

Restringir para Expandir

 

Aprendi esta frase com um dos maiores professores da Berklee chamado Hal Crook.
Ele dizia que para expandir é necessário restringir.

Quando falamos na prática de escalas, arpejos, voz guia e etc por região, estamos falando em restrição.
Forçar o músico a enxergar tudo o que precisa em uma região o força a eliminar as obscuridades.
Quantas vezes você parou de tocar em uma região do braço porque você não conseguiu ver a escala, o arpejo ou a escala naquela região?

Quando não restringimos, voltamos sempre para os lugares de conforto, dos modelos mais fáceis, os acordes sem inversão, as conexões mal feitas, enfim, você deixa de experimentar novas sonoridades e cacoetes que só funcionam em locais específicos.

Você precisa se acostumar a restringir logo no início, nas coisas mais simples, tal como pentatonicas e tríades, depois se torna natural, pois se transforma em uma mudança de mentalidade.

Por isso sempre digo para que vocês confiem em nosso conteúdo e cronograma, porque, sem perceber, você já estará dominando estas ferramentas.

Curta o processo.

Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling


Novidades da Semana

Fizemos uma atualização no curso de Percepção Berklee 2. Acrescentamos 15 semanas de classes express e até o final da semana teremos muito mais. Todos as aulas das semanas estão nomeadas informando o assunto que está sendo abordado ou a página da apostila em questão que está sendo abordada na aula, tudo isso para poder tornar a navegação pelas aulas mais amigável para o aluno!

 


Não Viu Ainda?
(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

 

A prática da leitura junto ao instrumento é algo muito comum ao instrumentista de sopro ou pianista por exemplo, dificilmente você vai encontrar um violinista que não lê uma partitura por exemplo. Infelizmente essa não é a mesma realidade quando falamos da guitarra por exemplo, muitos guitarristas enfrentam esse problema de não conseguir ler uma partitura.

Pensando nisso nosso diretor e professor Mateus Starling desenvolveu o curso de leitura para guitarristas. Com 10 estudos em playalongs, mais de 10 PDF’s com peças para o estudo de leitura e aproximandamente mais 60 minutos de aulas falando sobre leitura de acordes, leitura na prática e como desenvolver a leitura para tocar no instrumento.


 

Ano Novo, empolgação nova, mas…

 

Antes de mais nada….Um 2020 muito abençoado para você.
Bem, estou com muitas expectativas para este ano. Tenho certeza de que será o melhor ano da minha vida e será o seu também, vamos juntos nessa fazer um 2020 incrível.

2019 foi um ano de muito trabalho e crescimento e, no meio de todo turbilhão, religiosamente tirei meu tempo diário para estudar meu instrumento. Sim, sou músico profissional e estou fazendo minha obrigação, mas quando estou dando aula ou tocando eu não considero isso estudo, mas apenas trabalho. Estudar é o momento de afiar o machado e de pensar no que preciso melhorar.

Costumo colocar minhas metas num papel, é cientificamente comprovado que ter nossos planos e metas escritas surte muito mais efeito, melhor ainda é se você tem isso por perto no seu dia a dia.

Sou insistente quanto a necessidade de se criar uma rotina escrita e bem definida. Portanto, pegue um ou dias da semana, veja os vídeos, as apostilas e escreva num papel (pode ser celular ou computador) toda a sua rotina para os próximos dias, tudo aquilo que você precisa praticar. Crie este hábito de pensar na rotina e de escrevê-la.

De manhã eu costumo programar meu dia, as vezes faço isso antes de dormir. Gosto de acordar mais cedo e ter controle sobre o meu dia, programar minha rotina e não ir levando tudo de forma reativa, como se eu estivesse apagando incêndios.

Os hábitos podem nos transformar em pessoas melhores ou piores. Bons hábitos podem te transformar em um músico melhor.
Em 2020 curta o processo, deixe de lado a ansiedade. Você já tem um cronograma e um conteúdo, agora você só precisa fazer a sua rotina.

Desenvolva o hábito de estudar todos os dias e ser mínimamente organizado quanto a isso. Em pouco tempo os resultados irão te surpreender.

 

Deus te abençoe.
Mateus Starling


Não Viu Ainda?
(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

 

Nos dias de hoje se você não está produzindo conteúdo você está fora do mercado. YouTube, Instagram, Facebook…Redes socias são uma excelente forma de divulgar o seu trabalho. Nada melhor do que produzir esse conteúdo com uma qualidade de áudio profissional certo?

Isso quer dizer que você precisa procurar um estúdio profissional pra gravar a sua música? Não! Ter um Home Studio é uma realidade de muitos músicos atualmente. Tudo o que você precisa é de um computador, uma interface de aúdio, um ou dois microfones e saber como operar a sua DAW.

Nesse curso de básico de gravação de aúdio você vai encontrar todas as informações necessárias para começar a gravar seu áudio com nitidez e qualidade.

 

 

Coma Mais Música!

 

Na época das eleições muita gente passava grande parte do dia consumindo mídia política. Eram milhares de vídeos e matérias que invadiam nossa rotina diariamente. Quanto mais a gente consumia política mais a gente pensava nela.

Com a música é a mesma coisa. Quanto mais você ouve, pratica e conversa sobre música, mais você pensa nela e, conseqüentemente, mais você se alimenta dela.

Costumo dizer que nosso desenvolvimento musical esta fincado no tripé: O que ouvimos, o que praticamos e o que vivenciamos.
Você é o que você come. Do que você tem se alimentado?
Não digo apenas no sentido literal, ou seja, o que você come de proteínas e carboidratos ao longo do dia….espero que esteja tudo bem neste sentido…mas me refiro ao que você lê, os vídeos que assiste, as músicas que ouve, seu entretenimento, sua vida espiritual.

Você deveria estar envolvido com música a maior parte do seu tempo, seja ouvindo e praticando ou seja conversando a respeito, por isso o grupo de fomento é tão importante.

No livro PEAK a ciência da expertise, o autor fala da importância de um grupo de fomento (O resumo do livro esta no VEJA AQUI PRIMEIRO), um local onde as pessoas possuem um objetivo em comum e se ajudam mutuamente para o desenvolvimento de uma ou mais habilidade.

Nosso grupo do Telegram é um local que você deve freqüentar, que você deve se envolver. Encorajamos nossos alunos a postar vídeos e áudios de sua tocada, do seu treino e recebam feedback dos professores e alunos.

Perguntem e vejam como as idéias se desenvolvem. Muitos alunos já passaram pelo estágio que você esta passando agora e o feedback deles é tão precioso quanto ao dos professores.
Em cada buraco do seu dia se alimente de música. Debata, ouça, pratique, veja e reveja as classes, vivencie música…como mais música.

Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling


Novidades da Semana 

 

Nossa classe de introdução a teoria recebeu essa semana 6 novas aulas em complemento ao material que já estava lá. Renomeamos também as aulas para facilitar o acompanhamento com a apostila.

Uma pequena listagem das aulas que foram adicionadas:

– Correção dos exercícios das pág. 20 e 21.
– Correção dos exercícios das pág. 24 e 26.
– Sinais de Alteração
– Fermata
– Escala Diatônica
– Exercícios das pág. 30 e 41

 


Não Viu Ainda?
(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

 

Blues, um estilo que deu origem a diversos ritmos oceidentais, considerado o estilo que deu origem ao Rock e a muitos outros. Muitos músicos tentam dominar o estilo, o feeling, a forma de compor e de executar o blues, mas nem todos conseguem e como resultado nunca aprendem o estilo, ou o consideram de difícil compreensão.

Qual são as formas do Blues? Quais as possibilidades harmônicas do Blues maior e menor? Já pensou em como utilizar acordes no Blues com e sem tensão Trítono e Drops?
Como trabalhar o desenvolvimento de motivos, pergunta e resposta e criação de temas espontâneos? Quando e como usar um fraseado Mixolídio aplicado no Blues Mixo #11 e como aplicar a escala alterada no blues? Como tocar um Blues com turnaround?