Ta aí um dos maiores mestres da guitarra de todos os tempos, John Scofield dizendo que muitas vezes senta para estudar por 4 ou 5 horas e não sai nada.

Miles Davis disse que precisou tocar a vida inteira para soar com ele mesmo.

Sabe qual é a diferença dos mestres para a maioria das pessoas? Os mestres curtem o processo. Se não saiu nada valeu assim mesmo, alguma coisa foi lapidada neste processo.

A maioria deseja um caminho rápido e se não for assim desiste. Ou é tudo ou nada. 

Sabe o que acontece com estas pessoas? Elas simplesmente desistem de tudo o que é novo. Desistem da música, desistem da excelência porque buscam o resultado e não o prazer da jornada.

Não se deixe dominar pela ansiedade e pelos resultados rápidos. Para todas as coisas existe um tempo de maturação que muitas vezes não é o seu tempo.

Como você tem lidado com a ansiedade na hora de estudar?



Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling

Novidades da Semana

Sempre respeitando nossos alunos e ouvindo suas sugestões e opiniões sobre como podemos melhorar cada vez mais a experiência dentro da plataforma, fizemos as seguintes modificações e inclusões na plataforma da escola:

– Novas aulas na classe Harmonia Berklee 01;
– Nova estrutura das aulas nas classes Harmonia Berklee 01 e 02 e Guitarra 01 e 02;

Não Viu Ainda?

(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

Como se manter focado com o volume de informações que temos hoje em dia? É possível evoluir nos estudos mesmo tendo pouco tempo para poder estudar durante o dia? Você sabe como alinhar os seus estudos com os seus objetivos? Você sabe como montar o seu cronograma de estudos?

Parecem questões simples de se resolver mas hoje em dia o volume de informações que temos disponíveis podem atrapalhar mais do que ajudar, temos as redes sociais ao alcance do nosso bolso e facilmente podemos perder horas com elas.

Na classe de rotina de estudos temos dicas importantes de como estudar, como criar a sua rotina de estudos e como se manter focado nos seus objetivos.

Grande parte do que nos tornamos é fruto das crenças que absorvemos ao longo da vida.

No início do ano compartilhei um texto com esta foto. Eu narrava algumas das vezes que ouvi de pessoas próximas (família, professor e amigos) que música era uma profissão de vagabundos.

Apesar disso, também ouvi de outras pessoas que valia a pena seguir em frente com meu sonho, portanto, optei por me agarrar a uma crença correta de que viver de música poderia ser a minha realidade, até porque o bichinho da música tinha me mordido e não conseguia me ver fazendo outra coisa.

Eu segui, mas quantas pessoas desistiram quando ouviram isso duas ou três vezes?Quantas pessoas desistem de tantas coisas nesta vida quando ouvem que é impossível, que não é para elas. Que não possuem talento suficiente, que é apenas para pessoas privilegiadas?

É fácil falar que a gente não liga para o que as pessoas acham ou pensam, mas somos simplesmente a média das pessoas que estão ao nosso redor e uma esponja das práticas que observamos.

Se estas crenças te pararam um dia você pode optar por fazer diferente de agora em diante.

É possível viver de música e como professor de música. É possível tocar em alto nível mesmo sendo amador, é possível lançar um álbum solo, tocar para um audiência relevante, é possível.

Henry Ford disse: Se você pensa que pode ou se pensa que não pode, de qualquer forma você esta certo”.



Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling

Novidades da Semana

Sempre respeitando nossos alunos e ouvindo suas sugestões e opiniões sobre como podemos melhorar cada vez mais a experiência dentro da plataforma, fizemos as seguintes modificações e inclusões na plataforma da escola:

– Novas aulas na classe Guitarra 03 (express);
– Novas aulas na Classe Harmonia Berklee 01;
– Novas aulas na classe Aulas dos Alunos Faixa Preta;

Não Viu Ainda?

(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

Uma das escalas mais versáteis que temos, usada em estilos variados, desde o Jazz ao Rock. 5 notas que marcaram carreiras de grandes músicos que souberam como a utilizar de forma genial. Afinal de contas todos nós sabemos, não existe lick de pentatônica ruim, existe lick mal tocado rs.

Nessa classe o Mateus ensina 14 padrões que podem ser utilizados com a escala pentatônica que vão ajudar a compor o seu vocabulário de frases para usar em seus improvisos.

É aquela questão que o Les Paul abordou lá trás: “Você não pode ir numa loja e comprar um bom ouvido”.

O ser humano tem muita satisfação em comprar coisas, pois é sua na mesma hora, mas depois passa. O conhecimento você conquista por etapas, mas é seu para sempre.

É chato falar isso, mas a verdade é que as pessoas acabam priorizando as coisas erradas.

O estudo liberta e tudo o que entra na sua mente ninguém pode roubar.

Como você prioriza e investe na compra de equipamentos e conhecimento?


Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling

Novidades da Semana

Sempre respeitando nossos alunos e ouvindo suas sugestões e opiniões sobre como podemos melhorar cada vez mais a experiência dentro da plataforma, fizemos as seguintes modificações e inclusões na plataforma da escola:

– Novas aulas na classe Análises Musicais;
– Nova classe Harmonia Berklee 1 (Express);
– Nova aula na classe Rotina de Estudos/Veja Primeiro Aqui

Não Viu Ainda?

(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

Análises exclusivas para os nossos alunos sobre o trabalho de vários artistas diferentes, independente do estilo musical, passando por Jazz, Fusion, Rock, Blues. Essas análises são feitas sem o instrumento na mão, prezando bastante a percepção dos nossos alunos a sonoridade impressa pelo artista em cada trabalho analisado. Desde escalas que foram usadas a motivos melódicos e rítmicos. exemplos práticos abordam as intenções estilísticas do neo soul, jazz, rock, blues e fusion, mostrando a versatilidade do assunto.

Uma das grandes quebras de paradigma da minha vida foi ler e entender sobre o estudo deliberado.

Sempre recomendo o livro Peak do Anders Ericsson que trata do assunto.

Método -> prática -> mentor -> grupo de fomento.

Por mais inteligente que você seja, as chances de você alcançar algo relevante nesta vida isolado é muito pequena.

O método é o passo a passo que precisa da prática constante e que precisa da correção de alguém mais experiente. O grupo de fomento é o organismo vivo que se retro alimenta. É um ciclo perfeito.

As pessoas menosprezam o poder do grupo fomentador. A comunidade na qual você está inserido é exatamente o balizador.

Se você está num lugar onde a média é alta, então você estará constantemente em vantagem comparativa com a média dos outros grupos e dos indivíduos que caminham isoladamente.

90% do seu tempo você estará praticando sozinho, mas os 10% do seu tempo com mentores e com o grupo de fomento te ajudarão a entender o contexto de maneira completamente diferente.

Você sente que está num ambiente que te coloca para romper?

Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling

Novidades da Semana

Sempre respeitando nossos alunos e ouvindo suas sugestões e opiniões sobre como podemos melhorar cada vez mais a experiência dentro da plataforma, fizemos as seguintes modificações e inclusões na plataforma da escola:

– Novas aulas na Harmonia Berklee 01 (Express);
– Novas aulas na classe de Guitarra 03 (Express);

Não Viu Ainda?

(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

Se tornar um músico proficiente é um dos seus objetivos? É importante na sua carreira conseguir transitar entre esitlos musicais diferentes? Quer aprender a usar de forma prática e criativa os intervalos melódicos e harmônicos e dessa forma incrementar seus improvisos?

Os intervalos fazem parte do estudo de qualquer instrumento musical e o tema transcede os estilos musicais. Duvida?

Nessa classe os exemplos práticos abordam as intenções estilísticas do neosoul, jazz, rock, blues e fuision, mostrando a versatilidade do assunto.

Tive um professor francês de prática de conjunto na Berklee chamado Allan Mallet, além de ser um grande pianista ele era muito duro com os alunos.

Certo dia estávamos numa sala em que o amplificador era bem ruinzinho. Depois de tocar uma música ele olhou para mim e disse: “Não estou gostando do seu som.” Eu repliquei: “Esse amplificador é muito ruim.” Ele replicou: “don’t blame the amp”, ou seja, não culpe o amplificador.

Durante meia hora a aula foi uma seção de lição de moral sobre não culpar equipamentos pela sonoridade ruim que você está tirando, basicamente falando sobre como excelentes músicos que ele já tocou sempre deram um jeito com o que tinham para soar ao menos satisfatório.

Claro que no dia eu não concordei e achei o professor um babaca, mas ele estava coberto de razão.

O músico precisa se virar com o que tem disponível. Ao longo da estrada nos deparamos com muito equipamento ruim e você precisa dar o seu jeito porque o trabalho tem que ser feito.

As vezes a sua melhor gig não será aquele que você tocou melhor, mas a que você conseguiu contornar os percalços com maestria.

Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling

Novidades da Semana

Sempre respeitando nossos alunos e ouvindo suas sugestões e opiniões sobre como podemos melhorar cada vez mais a experiência dentro da plataforma, fizemos as seguintes modificações e inclusões na plataforma da escola:

– Novas aulas na classe Guitarra 03 (Express);
– Novas aulas na classe Harmonia Berklee 01 (Express);
– Novas Aulas na classe Aula dos Alunos Faixa Preta, com o nosso grande aluno Heverton Rocha;

Não viu Ainda?

(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

Outside, um tema que muitos tem dúvida do que é de como aplicar ao seu vocabulário na hora de improvisar.

Se desenvolver a habilidade de tocar dentro e fora da tonalidade adicionando uma sonoridade mais moderna, ácida e inovadora é algo que você sempre buscou, essa classe vai te ajudar em todo o caminho do seu estudo, com exercícos, dicas, conceitos, dezenas de frases analisadas dentro de vários estilos, Rock, Jazz, Fusion, Funk e Blues.

Professores normalmente abordam os alunos com aquela pergunta clássica no primeiro dia de aula: “Você conhece a escala pentatônica, tríades, tétrades, escala maior?”.

A verdade é que esta pergunta é uma sondagem incompleta. Conhecer é muito diferente de aplicar e ter disponível. Não estou falando sobre exaurir o assunto ou dominar a matéria, mas sim conhecer ao ponto de que você consiga “simplesmente reagir ao golpe”.

Muitas vezes ouço do aluno: “Eu sei mas preciso pensar antes”. Ok, eu entendi que você sabe o que é, mas se não está disponível no momento não está cumprindo o propósito.

Não adianta dar uma pancada forte no saco de boxe se você não é capaz de reagir ao golpe do adversário. Na música é a mesma coisa — você pratica para na hora que estiver tocando simplesmente reagir — você não quer parar e pensar: “Qual é o modelo desta região?”, “Como que toca aquela inversão mesmo?”…Já era, o bonde passou e você ficou para trás.

Tudo o que você aprende precisa estar disponível, por isso é tão importante aplicar em repertório. No fim das contas tem que virar música.

Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling

Novidades da Semana

Sempre respeitando nossos alunos e ouvindo suas sugestões e opiniões sobre como podemos melhorar cada vez mais a experiência dentro da plataforma, fizemos as seguintes modificações e inclusões na plataforma da escola:

– Novas aulas na classe Guitarra 03 Express;
– Criação do grupo para alunos iniciantes no Telegram;
– Nova classe de Harmonia Avançada;
– Novas aulas na Classe de Harmonia 1 Express;

Não Viu Ainda?

(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

Você estudou muito, praticou bastante e decidiu iniciar o seu trabalho autoral, só tem um porém, não sabe por onde começar ou se sente perdido nas suas composições. Não existe nada melhor do que ter a oportunidade de avaliar e ter dicas de outro músico que já tem seu trabalho lançado, uma carreira consolidada e 4 álbuns lançados. Nossa classe de processo de composição instrumental aborda o processo de composição do nosso professor e diretor Mateus Starling. Através de playbacks, áudios, transcrições e todas as explicações diretamente do Mateus sobre os trabalhos que foram lançados ao longo dos anos.

Me recordo de minha mãe falando comigo várias vezes quando eu tinha meus 14 ou 15 anos: “Já que é música mesmo o que você quer para sua vida, então estuda numa escola de música séria.”.

Nessa época a ideia de estudar música de maneira mais formal era absurda para mim. Tudo o que eu queria e achava importante já estava acontecendo. Eu ficava tirando os solos dos guitarristas friatadores da minha época, subia e descia escalas e padrões e para mim a vida de guitarrista era isso.

Só fui realmente começar a estudar harmonia e percepção com meus 22 anos mais ou menos. Foi nesse momento que comecei a ler partitura, compreender as harmonias mais interessantes, realmente ouvir as qualidades dos acordes e as progressões, enfim, um novo mundo se abriu para mim e eu percebi que minha mãe estava certa. Viver de música era muito diferente de se divertir com música.

Se eu pudesse falar com o Mateus Starling de 16 anos eu diria para ser mais humilde e procurar ajuda. Eu tocava bem, mas estava totalmente perdido naquilo que era importante para se tornar um guitarrista profissional. Quando cheguei na Berklee com 26 anos senti que tinha muitas lacunas e que precisa correr atrás do tempo perdido e isso me incomodou por muito tempo.

Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling

.

Novidades da Semana

Sempre respeitando nossos alunos e ouvindo suas sugestões e opiniões sobre como podemos melhorar cada vez mais a experiência dentro da plataforma, fizemos as seguintes modificações e inclusões na plataforma da escola:

– Novas aula na classe de Guitarra 01 sobre Arpejos Verticais;
– Nova aula no Guitarra 03 Express;
– Apostilas do Núcleo Duro agora com a marca d’água mais leve e podendo ser baixada diretamente nas classes;

Não Viu Ainda?

(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

Blues, um estilo que deu origem a diversos ritmos oceidentais, considerado o estilo que deu origem ao Rock e a muitos outros. Muitos músicos tentam dominar o estilo, o feeling, a forma de compor e de executar o blues, mas nem todos conseguem e como resultado nunca aprendem o estilo, ou o consideram de difícil compreensão.

Qual são as formas do Blues? Quais as possibilidades harmônicas do Blues maior e menor? Já pensou em como utilizar acordes no Blues com e sem tensão Trítono e Drops?
Como trabalhar o desenvolvimento de motivos, pergunta e resposta e criação de temas espontâneos? Quando e como usar um fraseado Mixolídio aplicado no Blues Mixo #11 e como aplicar a escala alterada no blues? Como tocar um Blues com turnaround?

Nós somos uma massa de hábitos. Nossa identidade é o acúmulo de hábitos que desenvolvemos ao longo de nossa vida, sejam hábitos bons ou ruins.

Estudar música é um hábito, inclusive um dos melhores hábitos que você pode desenvolver, pois é considerado um hábito angular que tem potencial para desenvolver outros hábitos. Por isso países desenvolvidos insistem tanto com a música na grande escolar..

Portanto, você precisa criar o hábito de estudar todos os dias, nem que seja por 30 minutos. Vou deixar umas dicas..

1) Tenha o instrumento por perto: Algo importante para o hábito é a deixa. Ver o instrumento funciona como um gatilho.

2) Estipule os dias e horários para praticar. Como se fossem compromissos inadiáveis.

3) Veja quais são os gatilhos dos hábitos ruins e esconda-os. Vídeo game, controle da Tv, apague o joguinho do celular, enfim, esconda todas as deixas dos hábitos ruins e dê visibilidade ao hábito que quer desenvolver.

Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling

Novidades da Semana

Sempre respeitando nossos alunos e ouvindo suas sugestões e opiniões sobre como podemos melhorar cada vez mais a experiência dentro da plataforma, fizemos as seguintes modificações e inclusões na plataforma da escola:

– Novas aulas na classe Harmonia Berklee 01 na seção Express;
– Nova aula na classe de Guitarra 02 sobre Harmonia Modal;
– Nova classe Express do Guitarra 03 (Começamos a regravar os vídeos no mesmo formato do Guitarra 02);

Não Viu Ainda?

(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

Outside, um tema que muitos tem dúvida do que é de como aplicar ao seu vocabulário na hora de improvisar.

Se desenvolver a habilidade de tocar dentro e fora da tonalidade adicionando uma sonoridade mais moderna, ácida e inovadora é algo que você sempre buscou, essa classe vai te ajudar em todo o caminho do seu estudo, com exercícos, dicas, conceitos, dezenas de frases analisadas dentro de vários estilos, Rock, Jazz, Fusion, Funk e Blues.

Tente lembrar o que fazia você pegar no instrumento quando começou a tocar..

Talvez o interesse era tocar para estar perto dos seus amigos, o sonho da banda autoral, tocar na igreja, gravar o primeiro álbum, tocar no churrasco..

Sabe qual é o problema da falta de foco? É a falta de propósito..

Propósito é projeto. Algo que você quer construir. Por mais que seja bobo para outras pessoas, montar uma banda pode ter sido a coisa mais importante da sua adolescência. Aquela vontade de tocar com os amigos, criar uma música do zero, rabiscar pedaços de letras, mudar os acordes, não saber como finalizar a canção, sonhar com a música na MTV..

O tempo passou e hoje você toca sozinho no quarto. Não reparte sua música e nem o seu projeto com mais ninguém. Quando você menos percebe já não tem mais propósito para tocar o instrumento. Agora é só obrigação para não abandonar o instrumento em baixo da cama.

Para preencher o buraco do propósito você enfia um monte de conteúdo e atividade no meio da vida e, no fim das contas, a falta de propósito te deixa sem foco e a falta de foco te deixa ansioso..

Então você acredita que vai progredir sem compartilhar sua música, seu progresso e suas dificuldades com outras pessoas, mas assim sua rotina tão sem graça que você desiste..

Música é uma arte para ser compartilhada..

Esteja num ambiente aonde você pode fomentar música com pessoas que estejam passando por etapas parecidas..


Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling                                     

Novidades da Semana

Sempre respeitando nossos alunos e ouvindo suas sugestões e opiniões sobre como podemos melhorar cada vez mais a experiência dentro da plataforma, fizemos as seguintes modificações e inclusões na plataforma da escola:

– Novas aulas na classe Análises Musicais;
– Inclusão de mais uma alula na classe Aulas dos Alunos Faixa Preta;
– Novas aulas na classe Harmonia 1 Express;

Não Viu Ainda?

(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

Como se manter focado com o volume de informações que temos hoje em dia? É possível evoluir nos estudos mesmo tendo pouco tempo para poder estudar durante o dia? Você sabe como alinhar os seus estudos com os seus objetivos? Você sabe como montar o seu cronograma de estudos?

Parecem questões simples de se resolver mas hoje em dia o volume de informações que temos disponíveis podem atrapalhar mais do que ajudar, temos as redes sociais ao alcance do nosso bolso e facilmente podemos perder horas com elas.

Na classe de rotina de estudos temos dicas importantes de como estudar, como criar a sua rotina de estudos e como se manter focado nos seus objetivos.

Um dos maiores erros de quem estuda música é ficar com o olho no futuro e não vivenciar as etapas do presente.

A gente quer aprender uma escala nova que alguém “importante” disse que era a mais legal de todas. Pode ser que seja a mais legal de todas para ele que já está lá na frente, mas que não faça qualquer sentido para você que ainda tem vários buracos na formação.

Em 99% do tempo a música popular que tocamos esta passeando por variações da escala maior. Pouca coisa além disso.
Se não é a escala maior é a relativa ou algum modo, mas não pense que isso é pouco.

Existe muita coisa para se fazer com este “pouco”.
Existem caminhos e interpretações diferentes existe profundidade e maturidade com este “pouco”. Você pode ficar a vida toda com uma lupa dentro da escala maior e fazer miséria com isso.
Pentas, tríades, tétrades, inversões, sobreposições. Tudo isso está dentro da escala maior.
Ainda temos a interpretação, ferramentas de expressão, parte rítmica, precisão e etc.

Meu vídeo de ontem no YouTube foi exatamente sobre isso. Se você não viu ainda não deixe de conferir. Além disso subimos um curso novo na plataforma de introdução à guitarra jazz. Foi o assunto mais pedido no grupo do TELEGRAM.

Conte conosco nesta caminhada.
Mateus Starling

Novidades da Semana

Sempre respeitando nossos alunos e ouvindo suas sugestões e opiniões
sobre como podemos melhorar cada vez mais a experiência dentro da
plataforma, fizemos as seguintes modificações e inclusões na plataforma
da escola:

– Nova classe de Introdução a Guitarra jazz;
– Nova gravação das aulas de Harmonia Berklee 1 (Semana 1 à 10);
– Correção de pequenos bugs;

Não Viu Ainda?
(Cursos que achamos importantes e muitos deixam passar)

Uma das escalas mais versáteis que temos, usada em estilos variados, desde o Jazz ao Rock. 5 notas que marcaram carreiras de grandes músicos que souberam como a utilizar de forma genial. Afinal de contas todos nós sabemos, não existe lick de pentatônica ruim, existe lick mal tocado rs.

Nessa classe o Mateus ensina 14 padrões que podem ser utilizados com a escala pentatônica que vão ajudar a compor o seu vocabulário de frases para usar em seus improvisos.